quinta-feira, 18 de agosto de 2016

CONFIRA OS BRASILEIROS QUE ENTRARAM COMO FAVORITOS E DECEPCIONARAM

Crédito: twitter/ divulgação

Muitos atletas brasileiros entraram na disputa das Olimpíadas como favoritos a subir no pódio. São ex campeões mundiais, medalhistas olímpicos e atletas consagrados, em que se tinham grandes esperanças de medalhas.

Mais na hora da disputa, decepcionaram e passaram longe da sonhada conquista. Confira os brasileiros em que se depositavam grandes expectativas, mais que saíram da Rio 2016 sem medalhas.
Tiago Camilo – Judô
O experiente judoca de 34 anos, entrou na competição em busca da sua terceira medalha olímpica (prata em Sydney-2000 e bronze em Pequim-2008), mais decepcionou e foi derrotado na sua segunda luta.
Na disputa categoria até 90 kg, o brasileiro foi derrotado pelo judoca do Azerbaijão, Mammadali Mehdiyev, na sua segunda luta e deu adeus a chance de conquistar mais uma medalha. E se despediu dos Jogos olímpicos de forma melancólica.
Sarah Menezes – Judô
A judoca era a atual campeã olímpica na categoria até 48 kg e tinha subido no pódio em cinco competições disputadas em 2016.  Chegou em grande fase e era umas das principais favoritas a subir no pódio. Só que a piauiense parou nas quartas de final, pela cubana Alvarez e na repescagem foi derrotada pela mongol Munkhbat e o sonho do bi campeonato foi adiado para Tóquio-2020.
Robert Scheidt – Vela
O experiente velejador dono de cinco medalhas olímpicas (2 ouros, 2 pratas e 1 bronze) entrou na disputas dos Jogos do Rio com grandes expectativas de ganhar a sua sexta medalha na sua sexta participação.
Depois de disputar as duas últimas Olimpíadas na Classe Star, na Rio 2016 ele voltou a velejar pela Classe Laser, pela qual ele conquistou dois ouros olímpicos.
E a medalha que todo brasileiro dava como certa não se concretizou e o paulista muito irregular nas regatas, terminou apenas na quarta posição.
Fabiana Murer – Atletismo
A bicampeã mundial no salto com vara, mais uma vez foi muito mal nas Olimpíadas. A experiente saltadora sequer conseguiu fazer um salto na Rio 2016.
A paulista tinha alcançado no Troféu Brasil desse ano a marca de 4,87 m, novo recorde sul-americano. Tudo parecia que a saltadora iria superar as frustrações que acumulou nos dois últimos Jogos que disputou. Em Pequim-2008 e em Londres-2012, ela não conseguiu chegar nas finais.
Só que novamente a brasileira decepcionou mais uma vez e não conseguiu em nenhuma das suas três tentativas superar a marca de 4,55 m e foi eliminada da competição e a maior saltadora brasileira encerrará sua carreira sem conseguir a sonhada medalha.
Seleção masculina de basquete
Se a eliminação da seleção feminina de basquete ainda na primeira fase não causou espanto em ninguém, a eliminação do time masculino foi considerado um grande fiasco.
Uma equipe formada por vários atletas experientes e que jogam na principal liga do mundo, a NBA. Apesar de ter caído em um grupo difícil, todos esperavam pelo menos passasse de fase.
Depois de perder para a Lituânia, a seleção se recuperou ao vencer a Espanha. Mais a derrota para a Croácia e para os argentinos, demonstraram que a seleção não estava no nível das demais.
Quando venceu os nigerianos, os brasileiros ainda torciam para a Argentina vencer a Espanha, para se classificar. Só que a Espanha venceu e os brasileiros foram eliminados precocemente da competição.

TERREMOTO NO BRASIL

Curitiba é atingida por tremor de terra Um tremor de terra foi registrado na região de Rio Branco do Sul e Itaperuçu, na Região Merop...